Como escolher uma história para sua campanha de storytelling?

14/06/2021 | Marketing

Como escolher uma história para sua campanha de storytelling?

Uma das dificuldades da aplicação de storytelling em muitas empresas é aliar a sensibilidade e a assertividade que toda a campanha de publicidade precisa ter para ser realmente eficaz.

O que isso quer dizer? Basicamente, que a inteligência emocional e artística de compreender o coração da história que está sendo utilizada e o efeito que ela terá nas pessoas, precisa estar aliada com a eficiência racional do pensamento de marketing, para o qual o sentimento é uma ferramenta que deve ser utilizada para desencadear a ação desejada no público.

Nesse post, nós queremos mostrar nossa metodologia para o desenvolvimento de campanhas de storytelling, usando como case as campanhas da própria Pquadrado, nas quais utilizamos a série da Netflix “O Gambito da Rainha” e sua protagonista, Elizabeth Harmon.

Queremos mostrar as razões da Pquadrado escolher essa, entre tantas histórias, para promover seus trabalhos de publicidade e estratégia e também dar alguns insights de como escolher uma história que realmente represente a sua empresa e o que a sua campanha deseja passar.

 

Quais são os passos para a escolha da história ideal?

 

É importante entender, antes de tudo, que o conceito de “história perfeita” para uma campanha de storytelling é um ideal dificilmente alcançado, mas que pode ser um norte que a sua empresa precisa utilizar.

Existem diversas histórias que podem atingir os objetivos esperados, que mostram problemas e dores próximas às do seu cliente, que levam a audiência a certos tipos de sentimento e que podem desencadear determinados comportamentos. Além disso, existe a questão das licenças de uso (copyrights), que também precisam ser levadas em consideração.

É importante também que as pessoas representadas por essa história tenham apreço por ela, ou toda a sua campanha pode acabar depondo contra a realidade da empresa. Ou seja, para uma campanha de storytelling alcançar seu potencial máximo, precisa envolver o endomarketing em paralelo com a campanha em si.

 

Case: como a Pquadrado iniciou sua campanha de storytelling utilizando “O Gambito da Rainha”?

 

Essa série da Netflix de grande sucesso, foi escolhida pela nossa agência como uma das histórias que utilizaremos nas nossas campanhas durante alguns meses. A escolha foi feita por diversos motivos, especialmente a relação entre uma protagonista feminina forte, com uma predileção por estratégias bem feitas, que precisa de muito estudo e dedicação para alcançar seus objetivos, e a história da agência em si.

Ou seja, além de ser uma campanha de fácil identificação pelo nosso público, já que a correlação entre uma expert em xadrez com a nossa expertise em criar as melhores estratégias de comunicação para sua empresa é simples de ser feita, e “O Gambito da Rainha” também é uma série com a qual a nossa equipe se identificou prontamente, o que gerou uma eficácia ainda maior na campanha.

Como você pode ver, tudo dentro de uma campanha de storytelling está relacionado com a capacidade de se identificar e de se envolver com a história utilizada e saber usar esse poder para inspirar seu público a preferir a sua marca frente à concorrência.

Por isso mesmo é importante que, mais do que simplesmente tentar agradar seus clientes, ou “surfar na onda” com a série ou filme do momento, a história escolhida seja coerente com a cultura da empresa, tenha uma correlação natural para seu público e ainda inspire sua equipe a tentar, todos os dias, agir como os heróis das histórias.

Se você se interessou por esse tipo de estratégia e quer a ajuda da Pquadrado para desenvolver algo assim para sua empresa, entre em contato conosco!

 

Tags:

Compartilhar: